Pedagogia/UFRGS/Aprendizagens

sexta-feira, setembro 18, 2009

Projeto: A Escola Que Protege Bullying



Autoras do projeto
Izolete Lazaroto e
Maria Inês Dalpiás
Setembro de 2009





Projeto Bullying: Forma de Violência no Ambiente Escolar
Estudo, Reflexão, Identificação e Prevenção.
Introdução:
As relações sociais surgidas no universo escolar estruturam cultural e historicamente, momentos educativos ou não onde há vivência significativa para a maioria das pessoas que utilizam esse espaço. No entanto, uma grande parte dessas relações, nem sempre demonstram ter uma convivência pacífica como seria desejado em um local de troca de experiências e de possível crescimento do ser humano.
Tradicionalmente considerava-se que direitos humanos e liberdades fundamentais eram direitos individuais, próprios de cada ser humano, mas não das coletividades. Atualmente cresce o consenso de que alguns direitos humanos são direitos essencialmente coletivos, como o direito a paz e a um ambiente saudável. (BRASIL, 1998, p.19).
Disfarçado por brincadeiras aparentemente inocentes, ou “próprias da idade”, o relacionamento discente, muitas vezes atinge pontos de violência moral e psicológica graves. Essas situações, segundo a professora Cleo Fante (2005), precursora dos estudos a respeito do fenômeno bullying nas escolas brasileiras, declinam para conflitos sociais e tensões que podem por sua intensidade e freqüência, afetar tanto o aproveitamento escolar da vítima, como de todo o grupo participante dessas ações.
A forma de apresentação dos seminários e a divisão de tarefas, assim como o envolvimento discente na busca por sua realização resultaram em descobertas e discussões – sobre agressões morais inesperadas até então – dentro de nossa escola, apontando como ressalta Fante (2005), que: “O bullying tem como característica principal a violência oculta.” (p. 74).

Delimitação do tema: Estudar, refletir, identificar e prevenir o fenômeno bullying nas escolas municipais Podalírio Inácio de Barcellos e Idalina de Freitas, ambas localizadas em bairros de periferia do município de Alvorada, RS.
Público Alvo: corpo discente das escolas acima mencionadas, sendo alunos do 1º ano escolar à 8ª série, com idades entre 6 anos e 14 anos, ambos do sexo feminino e masculino, pertencentes, em sua grande maioria à classe sócio- econômica baixa.
Período previsto para a aplicação do projeto: meses de outubro, novembro e dezembro de 2009.

Justificativa
A principal justificativa para a elaboração deste projeto é o objetivo de identificar, prevenir e combater qualquer tipo de violência, principalmente o bullying, entre o grupo discente das escolas municipais Podalírio Inácio de Barcellos e Idalina de Freitas, e também, por entendermos que é possível encontrar meios para dar verdadeiro sentido às relações humanas, quer seja no ambiente escolar, quer seja na sociedade como um todo.
(...) Quando os alunos mudam, não é porque adquiriram um conhecimento intelectual sobre o respeito, mas sim porque descobriram sozinhos quais são suas preferências nos relacionamentos que têm uns com os outros. É muito mais convincente e significativo perceber as próprias preferências do que ser informado sobre quais deveriam ser essas preferências (BEAUDOIN & TAYLOR, 2006, p.182).
Ainda, justificando nossa proposta, por acreditarmos nas relações humanas de um modo saudável e positivo e também por percebermos que, tanto vítimas, quanto agressores envolvidos com bullying precisam de esclarecimentos, estudos e reflexões sobre o quanto é prejudicial para a saúde humana este tipo de violência que permeia os ambientes escolares, por entendermos a importância do papel do professor enquanto educador, nossa prática, os vínculos de amizades que estabelecemos com os educandos, o comprometimento que temos com a educação e por sabermos que só poderemos intervir e agir no momento certo de maneira correta, num ambiente onde haja a presença da solidariedade, do respeito e da colaboração de todos os envolvidos no processo escolar.
"Inúmeros alunos de todas as idades nos disseram que sua ligação com um educador, que tenham tido a chance de conhecer como pessoa, aumentou sua motivação para concluir tarefas e levou-os a nutrir uma atitude mais positiva" (BEAUDOIN & TAYLOR, 2006, p.123-124).
Em resumo, devemos e podemos colaborar, através deste projeto, para um estudo mais aprofundado sobre o bullying, identificando a presença deste fenômeno assim como a prevenção do mesmo em nosso ambiente escolar, tornado-o assim um espaço de trocas e interações, onde as relações humanas sejam significativas e de aprendizado para todos.
Objetivos
Entender e refletir sobre as situações de violência entre o corpo discente, estando atentos para suas significações na tentativa de combatê-las e reduzir sua continuidade.
Mediar, através de temas pertinentes ao conteúdo de formação do aluno, situações onde este possa, de forma crítica e analítica, através de comparação e seleção das estratégias, a que melhor se adaptam a cada etapa da construção de sua atuação nesse processo promover reflexões sobre o bullying.
Demonstrar que o processo educacional pode ser inserido no cotidiano discente, valorizando seu tempo na escola para estímulo e registro dos próprios avanços e construindo de forma autônoma, recursos teóricos e práticos que lhes possibilitem cidadania crítica.
Estratégias
Estudo e reflexão teórica através de textos com os seguintes temas:
Valores sociais e morais.
Diversas formas de violência nos ambientes escolares
O que é o bullying?
De que maneira os alunos se envolvem com bullying?
Quais as conseqüências possíveis para os alvos?
Reflexão sobre como os alunos percebem e seu espaço escolar.
Poesias, filmes, músicas.
Palestras com profissionais especialistas (psicólogo)
Indicadores
1º Questionário para professores e alunos, o qual será aplicado no início do projeto:
a) O que é violência?
b) Você identifica a presença de formas variadas de violência no seu espaço escolar?
c) Quais os tipos de violência são mais freqüentes?
d) O que você sabe sobre bullying?
2º Questionário para professores e alunos, o qual será aplicado no final do projeto:
a) O) que você entende por violência?
b) O que é bullying?
c) Você identifica a presença do bullying no seu espaço escolar?
d) Antes do projeto havia mais ou menos violência na sua escola?
Resultados esperados
Espera-se que com a aplicação deste projeto, haja uma conscientização e empenho entre o corpo discente da escola, a fim de diminuir ou extinguir toda e qualquer forma de violência no espaço escolar, tornando assim nosso ambiente escolar, mais pacífico e harmonioso, onde prevaleça a solidariedade, a cooperação e o respeito entre todos os envolvidos no processo escolar.







Bibliografia:
BEAUDOIN, M. N. & TAYLOR, M. Bullying e desrespeito: como acabar com essa cultura na escola. Porto Alegre: Artmed, 2006.FANTE, C. Fenômeno Bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. Campinas Verus, 2005

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Início