Pedagogia/UFRGS/Aprendizagens

domingo, junho 08, 2008

João Amós Comênio


Os registros provam que o pedagogo - um dos mais antigos da história - João Amós Comênio, contribuiu muito para a transformação na Educação européia. E até os dias atuais suas idéias são importantes fontes de pesquisa, pois nota-se, foram embasadas na prática do estudioso e teólogo.


Nascido em 1592 na República Tcheca (antes Morávia, Boêmia), lecionou a partir de 1614.
Em 1632 concluiu a obra Didática Magna, na qual , nos deixa o legado dos fundamentos para ensinar e aprender com facilidade.


O estudioso da Fiolosofia, Ciências e Letras João Luiz Gasparin, Publica -
Comênio: A Emergência da Modernidade na Educação ( Editora Vozes)



Nova Escola traz os Dez Mandamentos do Ensino de Comênio.
Reproduzo aqui com a devida reflexão sobre a sabedoria que vem do passado.


Os Dez Mandamentos do Ensino

A educação da juventude se processará facilmente se:


1 Começar cedo , antes da corrupção das inteligências.

2 Se fizer com a devida preparação dos espíritos.

3Proceder das coisas gerais para particulares.

4 E das coisas mais fáceis para mais difíceis.

5 Se ninguém for demais sobrecarregado com trabalhos escolares.

6 Se em tudo se proceder lentamente.

7 E se os espíritos não forem constrangidos a fazer nada mais que aquilo que desejam fazer espontaneamente, segundo a idade e por efeito do método.

8 Se todas as coisas forem ensinadas, colocando-as imediatamente sob os sentidos.

9 E fazendo ver a utilidade imediata.

10 E se tudo se ensinar sempre com um só e o mesmo método.

Nova Escola ( outubro 2003)

Há um leque de coisas a se escrever sobre os Dez Mandamentos (simples e profundo).
Complexo por estar lá atrás no tempo, porém rico.

Qualquer coisa que esteja impondo algo, logo se estravia.
Mas neste caso, nota-se uma leveza de pensamento, uma "sugestão" que sobrepoe o Mandamento.
Uma mente aberta ao que "está" para quem observa.

Este é em Off -Comênio era mesmo um visionário e católico. Estas duas palavras não combinam, lembram o Tal Agostinho, que escrevia para pagãos escondido em mosteiro e dizendo ser católico. Estas coisas do passado em que pessoas sábias estavam sempre escondidas e sobreviviam, se, estavam debaixo do teto da igreja. - Só um desabafo!


Apreciei este texto
Pela sabedoria, que calcula na prática.
Pela característica da suavidade embutida em Mandamentos.
Pelo cuidado com o passado de João Luiz Gasparin.
Pela mostragem do conteúdo, mesmo "parecendo" ser ditador.
E pela reflexão sobre a Emergência da Modernidadena Educação - Surgiu curiosidade - As mestras já diziam: Então Valeu!



Marcadores:

2 Comentários:

Às 10:27 AM , Blogger Beatriz disse...

Maria Inês querida, li toda a tua linha de postagens sobre a matemática que formam o relatório do teu PIE. Gostei demais!! Que bom que entendeste!! Posso fazer uma pergunta impertinente? Aproveitando o nosso trabalho de perguntas, pergunto se não estás fazendo apenas uma aquisição de um conceito novo por substituição? Que evidências me darias para me dizer que realmente mudastes e agora vês a matemática de outra forma e por isso começastes a gostar dela? Aproveita e responde aqui no teu blog. Um abração Bea

 
Às 11:01 AM , Blogger sirlly_amor disse...

que legal garota ,,,,,,perfeito es tudo,,,adorei..

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Início